Pitivi: Edição de vídeo em Linux

Visão geral

Hoje faz uma semana que o DevOpsDays Brasília 2017 terminou. Estamos ancisos para receber os arquivos dos registros que foram feitos por proficionais de mídia (fotografia e gravação de vídeo).

Por enquanto nós não teremos como contratar o serviço de edição de vídeo, embora não saibamos ao certo quanto custaria tal serviço.

Daí, estava aqui eu num feriado maroto e que me pegou de “surpresa” (só ontem a noite me dei conta do feriado)…

Resolvi pesquisar se encontrava uma solução para edição de vídeo… E num é que achei?

Então resolvi experimentar e ver como o trem funcionava. E funcionou!

Olha aqui:

Escolha da ferramenta e o processo de edição

Considerando as palestras e arquivos das apresentações idealizei um leiaute básico para ter como resultado final da edição.

Assim, a ferramenta em questão precisaria atender a este requisito de facilitar a manipulação do vídeo e ainda ter como adicionar os “slides” das apresentações realizadas.

Despois de pesquisar um pouco encontrei o Pitivi.

Pitivi: tela inicial Pitivi: tela inicial

Pitivi: exemplo Pitivi: Editando a Abertura do DevOpsDays Brasília

Conversão PDF em imagem

Para que pudesse adicionar os slides ao vídeo foi necessário converte-los de PDF para imagem (o Pitivi é bom, mas não faz milagres, por enquanto).

Esta conversão tentei o convert (do ImageMagick) e o pdftoppm (do poppler-utils).

Destes, preferi usar o pdftoppm (do poppler - utils):

$ pdftoppm <DevOpsDays_Bsb_2017_Presentation>.pdf <imgfilename> -png

Com este comando acima serão gerados arquivos de images (imgfilename-N.png) tantos quanto o número de páginas do PDF.

Edição de vídeo

O Pitivi1 que usei para este trabalho tem versão 0.99.

  • Requisitos
    É importante que para este trabalho tenha-se um bom computador para conseguir renderizar o vídeo com todo o conteúdo a ser colocado junto.

Instale codecs para encoding/decoding de áudio e vídeo, como por exemplo:

sudo dnf --enablerepo=fedora-cisco-openh264 --enablerepo=rpmfusion-free \
         --enablerepo=rpmfusion-nonfree \
         install gstreamer1-plugins-base gstreamer1-plugins-good gstreamer1-plugins-ugly \
                 gstreamer1-plugins-bad-free gstreamer1-plugins-bad-free \
                 gstreamer1-plugins-bad-freeworld gstreamer1-plugins-bad-free-extras \
                 ffmpeg gstreamer1-libav gstreamer1-plugin-mpg123 \
                 mpg123-libs gstreamer gstreamer1-plugin-openh264

Conclusão

Não sou um profissional de mídia e encontrar uma aplicação tão simples para edição e compilação de conteúdo agregadando um trabalho bem satisfatório como resultado final é uma grata surpresa.

É bom ficar de olho neste aplicativo que está só iniciando a jornada neste mundo de gigantes!